09/07/2011

O Cego de Jericó

Autor: Jeanny Cristine (Paulo Afonso-BA)

Uma história bíblica
Agora vou lhe contar
Mentirosa ela não é
É verdade o que vou narrar.
O que está na Bíblia é certo
Num duvide, pode acreditar.

O nosso querido Jesus
Pra Jericó caminhava
Quando à beira do caminho
Certo homem mendigava
E por ser cego não sabia
Que Jesus ali passava.

Ouvindo aquele alvoroço
Quis saber o que era aquilo.
Acho até que lhe disseram:
- Calma homi, fique tranqüilo.
É só Jesus que está passando
De Jericó fará asilo.

Mas onde Jesus passa
Tudo começa a mudar.
Portanto aquele homem
Já ouvindo dele falar
E sabendo que ali passava
Começou logo a clamar.

*Encheu os peitos de ar
E gritou quase sem fim:
- Jesus, filho de Davi
Tem misericórdia de mim.
E quem o escutava dizia:
-Não incomode Jesus assim.

*Quanto mais o repreendiam
Mais forte ele clamava.
Ninguém o fazia parar
Pois falar com Jesus desejava.
O nazareno iria lhe ouvir
Certo disso ele estava.

Pois ele muito desejava.
Que o nazareno lhe ouvisse
E fosse até onde ele estava

Como quem por Ele clama
Jamais é deixado na mão
Jesus ouvindo o seu clamor
Lhe ardeu o coração
E pediu que lhe trouxessem
E lhe explicasse a razão.

Creio que naquele momento
Seu coração disparou.
Teria enfim sua chance
De falar com o Salvador
E de ter realizado
Aquilo que sempre sonhou.

Jesus tudo conhece
Mas se fez de desentendido.
Queria ouvir de sua boca
A razão do ocorrido
*Queria que ele dissesse
O porquê de tanto ruído.

Estava agora diante
De quem tudo podia fazer.
E talvez tremendo disse:
Meu Senhor, eu quero ver.
E Jesus lhe respondeu: veja
Sua fé salvou você.

Aquele que era cego
Imediatamente enxergou.
E com o coração agradecido
Ao Deus bondoso exaltou.
E o povo de queixo caído
Também a Deus glorificou.

É assim que Jesus faz
Na vida daquele que crê.
Não importa a situação
Quer estar sempre com você
Clame por sua graça
E o milagre vai acontecer.

Assim como o cego
Recuperou a visão
Deus quer que enxerguemos
Sempre a sua direção
Com sua luz radiante
Que é a luz da salvação.

3 comentários:

  1. Natalia Medeiros13/03/2012 10:30

    Vcs tem servido de inpiracao p muitos teatros de rua OBRIGADO por serem de CRISTO.:-)

    ResponderExcluir
  2. O CEGO DE JERICÓ
    Há muito tempo passado
    Na terra de Jericó,
    Lá residia um homem
    Sofria que dava dó,
    Talvez nem família tinha
    Pobre moço, sempre só.

    A história desse homem
    Vou te contar, eu não négo
    Seu nome era Bartimeu
    Todos sabem que era cégo,
    Pra contar bem direitinho
    Com o Senhor eu me pego.

    Ó Senhor que me salvas-te
    Da triste escuridão,
    Neste momento te peço
    Com umildade e devoção,
    Pra que eu faça estes versos
    Senhor, dá-me inspiração.

    Bartimeu como eu já disse
    Por ser cégo mui sofria,
    Na terra de Jericó
    Era que ele vivia,
    Mas que tudo ia mudar
    Ele ainda não sabia.

    Um dia sobre Jesus
    Bartimeu ouviu falar,
    Dos milagres que fazia
    Ouviu alguem comentar,
    Que fizera da água vinho
    Tambêm um coxo andar.

    Bartimeu prestou atenção
    À pessoa que falava,
    Sobre os milagres de Cristo
    Àquele alguem comentava,
    Se sentiu muito feliz
    Com o que ele escutava.

    Bartimeu ouviu feliz
    A pessoa comentar
    Que alí n’aquela cidade
    Jesus iria passar,
    Bartimeu então falou:
    -dessa vez vou me curar.

    Bartimeu então ficou
    Lá na estrada esperando,
    Já se sentia feliz
    Sorridente, até cantando
    Pois sabia que o mestre
    Estava se aproximando.

    -Jesus, filho de Deví,
    Ficou ele a clamar.
    Ouve quem se aborreceu,
    Mandaram ele calar;
    Ainda com mais vigor
    Ele se pôs a gritar.

    -Jesus, filho de Daví
    De mim tende compaixão,
    Senhor faça que eu veja,
    Me tira da escuridão.
    Tem pena da minha alma,
    Senhor, me dá salvação.

    -Fica calado ô cego,
    Outra pessoa falou.
    Bartimeu porém mais alto
    Novamente exclamou,
    Nesse momento Jesus
    Dele se aproximou.

    -O que queres que te faça?
    Jesus então perguntou.
    -Senhor, faça que eu veja,
    Bartimeu lhe replicou;
    Pois és o filho de Deus,
    Disso bem certo estou.

    O Senhor se comoveu
    Com àquela situação,
    Com a fé que Bartimeu
    Fazia demonstração,
    Na certeza que Jesus
    Lhe teria compaixão.

    Jesus olhou Bartimeu
    Pra ele estendeu a mão,
    Bartimeu até chorou
    Ao receber a unção,
    N’aquele instante Jesus
    Lhe tirou da escuridão.

    A partir d’aquele instante
    Já podendo ver a luz,
    E tambem a contemplar
    A quem ao céu nos conduz,
    O filho de Jeová
    O nosso mestre, Jesus.

    Honra e gloria a Jeová
    Que cuida do povo seu.
    Bendito eternamente,
    Dizia assim, Bartimeu.

    Bartimeu ficou curado
    Tu tambêm podes ficar,
    Confias em Jesus Cristo
    O filho de Jeová,
    Entrega tua vida a ele
    E ele te salvará.

    ResponderExcluir